domingo, 7 de junho de 2009

Apostasia

Ricardo Silvestre tinha um ano quando foi baptizado e 13 anos quando percebeu " que não queria ter nada a ver com o Deus vingativo da Bíblia". Mas só este ano, aos 38, resolveu formalizar a separação e "anular" o seu baptismo. O processo é simples, mas, segundo adiantou ao DN o Patriarcado de Lisboa, são poucos os pedidos de cisão, não ultrapassando os seis por ano.

"Fui até à igreja de Alcabideche, onde fui baptizado quando tinha um ano, entreguei a carta ao padre e pedi a opinião dele. Primeiro ficou estupefacto, depois revelou incompreensão e finalmente enfado, uma irritação cordial", conta o técnico superior de desporto.