sábado, 30 de junho de 2007

Rodrigo Leão e Orquestra Sinfónica de Lisboa, 6 JUL, Torre de Belém

http://www.rascunho.net/img/Rodrigo_Leao-Cinema.jpg

Às 22 horas, no dia 6 de Julho na Torre de Belém, Rodrigo Leão e Orquestra Sinfónica de Lisboa vão actuar.

Arranjos de Pedro Moreira, com o próprio Cinema Ensemble e com a presença de Beth Gibbons, voz e alma dos Portishead, e Pedro Oliveira, vocalista dos Sétima Legião.

A entrada é livre.

Urgências 2007




Teatro Maria Matos
Sala Principal
e 5 a 29 de Julho
de 4ªf a Sábado às 21h30, Domingo às 17h00






«Depois de se ter afirmado como um dos mais importantes projectos de dramaturgia portuguesa, URGÊNCIAS realiza-se pela terceira vez no Teatro Maria Matos e aposta numa renovação total da equipa de autores convidados. O espectáculo é composto por peças curtas escritas por alguns dos mais notáveis jovens dramaturgos portugueses mas também com a participação de autores de outras áreas como o jornalismo, a música ou o guionismo. Cada um destes autores escreveu uma peça curta que responde à pergunta "o que é que tens de urgente para me dizer?". O conjunto dessas peças deu origem a um novo espectáculo. Directo, rápido, actual - estes são alguns dos adjectivos que se poderiam aplicar a este espectáculo que é, acima de tudo, urgente.»

+ urgenciasteatro.blogspot.com

terça-feira, 26 de junho de 2007

Inauguração do Museu Colecção Berardo de Arte Moderna e Contemporâneo no CCB

ARTE CONTEMPORÂNEA EM DEBATE, Gulbenkian

27, 28 e 29 Junho – 16h30
Sede FCG, Auditório 2

27Colecções
Moderador Luís Teixeira Freitas
Oradores Alexandre Melo, Jean-François Chougnet; João Pinharanda e Manuel Castro Caldas

28 - Crítica de Arte
Moderador José Augusto Bragança de Miranda
Oradores Filipa Oliveira, Augusto M. Seabra; Nuno Crespo; Sandra Vieira Jürgens

29 - Museus e Centros de Arte
Moderadora Raquel Henriques da Silva
Oradores Albano Silva Pereira; João Fernandes; Miguel Wandschneider; Natxo Tcheca

Entrada livre

segunda-feira, 25 de junho de 2007

Colecção Berardo :: exposição inaugural

Hoje, dia 25 de Junho, das 21H até às 21H do dia 26 de Junho decorre a inauguração de parte da Colecção Berardo. Estarão em exposição 245 obras de um total de 862 obras da colecção. As obras percorrem o século XX do Surrealismo aos dias de hoje.

A entrada é gratuita e haverá Teatro do Fogo e DJ Scott Gibbons a partir das 23h.

A partir do dia 27 os preços para visita são:
5€;
Gratuito (até 18 anos, professores e Domingos);
50% (Estudantes, + 65)

+ 800 convidados e 24 horas de festa para 245 obras em exposição



Vídeos do espectáculo de fogo da Inauguração do Museu Colecção Berardo de Arte Moderna e Contemporâneo No CCB












Receitas de Tabaco vs. Despesas com saúde

Não se pretende a defesa do tabaco ou do acto de fumar, mas o argumento há muito utilizado para não se fumar por causa das despesas na saúde nacional deixa de ser válido.

O imposto cobrado pelo Estado sobre o Tabaco em 2005 foi 1.322 milhões de euros e o valor gasto pelo Estado em saúde no mesmo ano foi de 434 milhões de euros. Em 2005, o Estado lucrou 888 milhões de euros com os fumadores, quase três colecções Berardo por ano. O Estado consegue mais receita através do tabaco do que com o imposto automóvel.

O Tabaco é um negócio para o Estado e qualquer argumento que vá no sentido de não haver gastos com a saúde é falso. Hoje ficaram os dados conhecidos através do estudo do Infarmed.

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Sistema persegue Blogger

«O sistema persegue politicamente os seus opositores por estes pretenderem exercer os seus direitos de cidadania. Mas só sobrevive com a complacência dos órgãos do Estado formalmente encarregues da vigilância dos abusos e a resignação popular.

Quatro anos de blogue, quatro processos - deixo um possível, por enquanto, de fora. Tentam tranquilizar-me com o argumento de que o sistema funciona. E eu acredito: o sistema funciona.»
António Balbino Caldeira

O primeiro ministro de Portugal, José Sócrates, coloca um processo queixa-crime a António Balbino Caldeira por ter revelado a utilização indevida de um título como se veio a verificar através da actualização da biografia do primeiro ministro.

José Sócrates apresentou queixa-crime contra bloguer
«Diploma de Sócrates»: denunciador é arguido
Blogger ouvido no DCIAP depois de escrever sobre a licenciatura de Sócrates

Mostra de Cinema Romeno, Quarteto

Mostra de Cinema Romeno arranca hoje em Lisboa no Quarteto.

O loucos recomenda o documentário «Os "decreteii"» de Florin Iepan
«A Alemanha estava devastada, Hitler suicidou-se e o seu sonho de criar a raça ariana desvanece-se com o tempo. Vinte e cinco anos depois, outro ditador chamado Nicolae Ceausescu agarra novamente na ideia de Hitler e começa a recriar uma nova raça ariana. Os seus ideais dão origem a uma nova geração, um exército de crianças, sem passado nem identidade, que vivem segundo as suas regras déspotas. Mas estas crianças crescem e revoltam-se contra o homem que lhes deu vida. Este documentário retrata a história da experiência social mais significante de toda a história humana.»

A programação desta mostra é diversificada e o site da Mostra de Cinema Romeno está muito bem estruturado, apesar da programação pudesse estar dividida por cidades.

Fica aqui a de Lisboa (Quarteto):

21 JUN | QUI | 21h45

Tráfego "Traffic"
De Catalin Mitulescu

Como é que passei o fim do mundo "The Way I Spent the End of the World"
De Catalin Mitulescu

22 JUN | SEX | 21h45

O Sonho de Liviu "Liviu´s Dream"
De Corneliu Porumboiu

Foi ou não foi? "12:08 East of Bucharest"
De Corneliu Porumboiu

23 JUN | SAB | 19h00

O tubo com gorro "The tube with the hat"
De Radu Jude

O papel será azul "The paper will be blue"
De Radu Muntean

23 JUN | SAB | 21h45

Uma Viagem na Cidade "A Trip to the City"
De Corneliu Porumboiu

O grande assalto comunista "Great Communist Bank Robbery"
De Alexandru Solomon

24 JUN | DOM | 19h00

Lost and Found – Episode: Turkey Girl
De Cristian Mungiu

Os "decreteii"
De Florin Iepan

24 JUN | DOM | 21h45

Cigarros Kent e Café "Cigarettes and Coffee"
De Cristi Puiu

A morte do Sr. Lazarescu " The Death of Mr. Lazarescu"
De Cristi Puiu

Morada do Quarteto:

Feira do Livro e do Artesanato em Queluz

Começa amanhã, sexta-feira, dia 22 de Junho a Feira do Livro de Queluz.

A Feira do Livro e do Artesanato de Queluz vai decorrer de segunda a quinta-feira, das 17H00 às 23H00; sexta-feira das 17H00 às 24H00; sábado e domingo das 15H00 às 24H00.

Paralelamente, esta feira conta com um programa musical visando animar as noites de Queluz.

Verbo, Editorial Presença, Gradiva, Dom Quixote e Asa Editores são algumas das editoras representadas nesta Feira do Livro e Artesanato, onde os preços serão bem mais apetecíveis.

quarta-feira, 20 de junho de 2007

La bambola, de Patty Bravo


A música que a prostituta espanhola canta no filme Transe, de Teresa Villaverde.

terça-feira, 19 de junho de 2007

Lisbon Village Festival ou VILLAGE international d-cinema FESTIVAL arrancou hoje

A programação do único Festival de Cinema Digital em Lisboa encontra-se aqui.

De Segunda até Domingo... 24 de Junho.

No S. Jorge e no Forum Lisboa.

Site do Lisbon Village Festival.

FIA Lisboa – Feira Internacional do Artesanato

Do dia 23 de Junho ao dia 1 de Julho vai estar na FIL a FIA - Feira Internacional do Artesanato.

São 349 expositores directos nacionais e 255 expositores directos estrangeiros.

Os produtos em exposição são provenientes da América Latina; Argentina; Ásia; Áustria; Benim; Brasil; China; Colômbia; Costa do Marfim; Cuba; Egipto; Equador; Espanha; França; Grécia; Guiné-Bissau; Índia; Indonésia; Itália; Macau; Malásia; Marrocos; Nepal; Paquistão; Peru; Portugal; Quénia; Rússia; Ruanda; Senegal; Tailândia; Uruguai; Vietname.

Bilhete Individual - 4,00€
Bilhete Cartão Jovem, Sénior e de Estudante - 2,00€ (a confirmar)















Conheça também:
FEIRA DO LIVRO E DO ARTESANATO EM QUELUZ

domingo, 17 de junho de 2007

quinta-feira, 14 de junho de 2007

Vilar de Mouros cancelado


Depois da ExperimentaDesign e da bienal LisboaPhoto serem canceladas em Lisboa, agora foi a vez do Festival Vilar de Mouros ser cancelado.
«Filipe Guimarães, da Portoeventos, disse que a anulação foi decidida em conjunto pela concessionária do festival e pela Junta de Freguesia de Vilar de Mouros, após a sistemática falta de resposta da Câmara de Caminha

O Festival existe desde 1971 (com interrupções pelo meio) e algumas das bandas que estariam previstas para actuar eram Super Ratones, Dan Mcalister, The Gift, Marky Ramone, The queers, Bran Vilson, Nuno Calado, Blasted Mechanism.

Ao contrário do que se passou quer no LisboaPhoto ou na Experimenta o Festival Vilar de Mouros não se concretiza por falta de licenças da Presidente de Câmara de Caminha Júlia Paula Costa (PSD) que parece ignorar a importância que este Festival tem para o seu concelho.
Factos:
A Câmara Municipal de Caminha tem 18 deputados PS, 18 deputados PSD e 2 CDU. O Festival realiza-se na Junta de Freguesia de Vilar de Mouros e o partido que está na Junta é CDU.



Ler: O Comunicado da Junta de Freguesia de Vilar de Mouros e da Porto Eventos

Ler: O comunicado da Câmara Municipal de Caminha

Mario Cesariny e Lisboa

terça-feira, 12 de junho de 2007

Conferências «Arte Design Tecnologia» na Universidade Lusófona

A Universidade Lusófona organiza no dias dias 14 e 15 de Junho um ciclo de conferências com entrada livre sobre «Arte Design Tecnologia» no Auditório Agostinho da Silva.

O programa à direita....

Intervenientes:

segunda-feira, 11 de junho de 2007

O abandono dos animais começou

Pelas ruas vêem-se cães perdidos ou mortos por atropelamento. O anselmo não terá esse destino, no entanto, precisa que o adopte.

RIVOLI: Concentração silenciosa no largo Camões em Lisboa...

...e na praça D. João I no Porto.
«Vamos sentar-nos em silêncio em Lx e no Porto em nome de um serviço público para a Cultura e de teatros municipais abertos e plurais e lembrando tudo o que vai ficar de fora e impossibilitado de circular com a ocupação de um espaço público como o teatro municipal Rivoli (construído e equipado com dinheiros públicos) por uma única proposta comercial.

O acto de protesto do dia 14 de Junho será silencioso. Em jeito de happening minimal. Contamos com a presença de 500 pessoas (mas quantas mais melhor...), partindo do princípio de que cada um será capaz de mobilizar pelo menos 10 participantes conscientes. As pessoas sentar-se-ão, a partir das 20h30 em ponto, nas lajes brancas que revestem a parte central da praça D. João I, de cabeça virada para o Rivoli e aí permanecerão mudas e quedas até os nossos «directores de cena» - Joclécio Azevedo, Inês Maia, Catarina Falcão, Pedro Carvalho, Igor Gandra - darem ordem de desmobilizar, o que acontecerá pelas 21h30, hora a que o espectáculo deverá ter começado dentro do teatro. Telemóveis desligados, obviamente. Trata-se de sublinhar pela postura dos presentes o carácter simbólico do protesto.

Ninguém, nem mesmo as «personagens mais mediatizadas» pelo caso Rivoli prestará declarações durante o protesto silencioso. As pessoas sentadas que venham porventura a ser interpeladas por agentes da comunicação social deverão responder que se trata de um protesto silencioso e remeter os jornalistas para os três porta-vozes escolhidos durante a reunião de 7/6, a saber: Lino Miguel Teixeira, José Luís Ferreira e Helena Guimarães. Após a desmobilização, cada um poderá, claro está, agir consoante lhe aprouver, neste preciso aspecto.

Está ser preparado um pequeno panfleto, cujo conteúdo foi debatido em reunião, em que se explicam as razões do protesto. Resumidamente: responder ao silêncio cínico da CMP com o silêncio do nosso descontentamento.

É indispensável, nesta altura, que cada participante tente mobilizar pessoalmente o maior número possível de cidadãos, transmitindo às pessoas convidadas a juntar-se a nós estas indicações básicas: trata-se dum acto «performativo» destituído de espectacularidade mas que se pretende carregado de intensidade simbólica.

Nada disto parece muito difícil mas não deixa de ser verdade que, em tempos de exponencial mobilidade, forçada ou voluntarista, o simples acto de «estar», no seu despojamento, constitui por si só um desafio.»

sexta-feira, 8 de junho de 2007

Lisboetas 23:30 RTP1

O melhor filme português do IndieLisboa 2004 - Lisboetas - vai poder ser visto na RTP, neste Domingo, dia 10 de Junho às 23H30.

Ângela Ferreira na Bienal de Arte de Veneza

(foto de Mário Valente)
Neste ano Ângela Ferreira (na foto) é a artista convidada pelo Curador Jürgen Bock para representar Portugal na 52ª Exposição Internacional de Arte Bienal de Veneza 2007.

Porquê?
(Texto de Jürgen Bock) «Nascida em 1958 em Maputo (na época, Lourenço Marques), capital de Moçambique, Ângela Ferreira viveu nesta cidade até 1973, mudando-se depois para Lisboa, onde viveu o intenso período da revolução de 25 de Abril de 1974. Em 1976, e à semelhança de tantos outros luso-moçambicanos, muda-se para a África de Sul, mais precisamente para a Cidade do Cabo para estudar Artes Plásticas.» Continuar a ler




segunda-feira, 4 de junho de 2007

fragmentos em letra pequena para duas vozes

uma encenação de mónica calle
a partir de luís fonseca e samuel beckett
31 de maio a 25 de junho
segunda a sábado, 21h30
Casa Conveniente

LOCALIZAÇÃO
Rua Nova do Carvalho, 11
Cais do Sodré
>>> em frente ao bar Jamaica

RESERVAS
Tel: 96 3511971 / 96 5828524

domingo, 3 de junho de 2007

50 ANOS DE ARTE PORTUGUESA. Gulbenkian

«A exposição apresenta uma selecção de centena e meia de obras da colecção do Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão escolhidas em articulação com a documentação existente sobre os artistas apoiados, em subsídios e bolsas, pela Fundação desde 1957 até à actualidade.»

50 ANOS DE ARTE PORTUGUESA
Exposições
De 06/06/2007 a 09/09/2007
Terça, quarta e domingo: 10h00 - 18h00 | quinta, sexta e sábado: 10h00 às 22h00

Descubra as diferenças

3º Marcha gay na letónia : mais violência

A 3ª marcha gay da letónia após ter sido proibida o ano passado, este ano lá autorizaram, mas com reforço policial. Duas pessoas foram detidas por atirarem objectos contra os manifestantes.

Nas ilhas Maurícias decorreu a segunda marcha.