domingo, 30 de julho de 2006

Trumps, Domingo, Festa da Espuma


Realiza-se dia 30 de Julho, Domingo, uma festa da espuma no Trumps.

quarta-feira, 26 de julho de 2006

O Loucos errou

http://photos1.blogger.com/hello/170/1527/1024/ameninaSanfona.jpg

O Loucos errou no post da Netcabo. Chamou menina a um instrumento musical.
Sanfona não é uma menina, é um instrumento musical:

A imagem “http://www.folque.com/descargas/temas/2006_images/OscarFernandez.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

domingo, 23 de julho de 2006

Nova Legislação: Neutralidade na Internet


Discute-se neste momento nos Estados Unidos da América uma nova legislação para a Internet, que até agora, com o packet switching e com o TCP/IP, mantinha uma neutralidade nos conteudos transmitidos entre máquinas. O programa Daily Show explica no video em cima como tudo funciona. O site Save The Internet também e explica mais: porque é que a neutralidade deve existir...

"Net Neutrality ensures that all users can access the content or run the applications and devices of their choice. With Net Neutrality, the network's only job is to move data — not choose which data to privilege with higher quality service. Net Neutrality prevents the companies that control the wires from discriminating against content based on its source or ownership."

sexta-feira, 21 de julho de 2006

A Pixie Star


Os pixies encheram a plateia do Pavilhão Atlântico, e por metade as bancadas. Foi um concerto onde as Pixie Stars, gordas mas lindas, actuaram de forma brilhante. Sem ameaças de se irem embora, não tinham reacção do público emocionado, mas tiveram, e levaram como recordação um público talvez contido, mas que fervilha por dentro. A banda de quatro elementos actuou mais uma vez em Lisboa, onde dezenas de fãs espalhados pelo país vieram ao Parque das Nações para verem a actuação.

Os que assistiram também dizem "obrigada".

quarta-feira, 19 de julho de 2006

Preservativos


Preservativos para quem está a começar...
Preservativos para os mais avançados...
Preservativos para casados...

Publicidade atraente, apelativa, e com humor. A mensagem é recebida com sucesso. O feedback está aqui e utilização do preservativo.

Netcabo oferece jantar com a Joana, a Rita e a Teresinha

jantar netcabo
Quem irá ao jantar?

Uma menina?
Um senhor já de idade?
Um adolescente?
Um jovem que não consegue arranjar namorada?
Um homossexual?
publicidade que faz questões!


Algumas cláusulas do Regulamento deste passatempo:

8.2. Não é permitido aos premiados trocarem o valor total/parcial do prémio por dinheiro ou qualquer outro produto/serviço.

9.3. A comunicação e divulgação do resultado do passatempo será efectuada no dia 24,de Julho de 2006 na página de Internet com o seguinte endereço: http://www.tvcabo.pt/Internet/Internet.aspx?detail=Xz51D5

11.1. No decurso do jantar que constitui o prémio objecto do presente Passatempo não serão permitidos comportamentos susceptíveis de violar direitos de terceiros ou considerados impróprios. Para o efeito, durante o evento estará também presente um representante da TV Cabo, que poderá por imediatamente termo ao jantar caso o premiado não respeite o previsto no presente número.


Quem faz a censura na 2:?

A 2: compra as séries, a 2: tenta transmitir as séries, a 2: grava entrevistas.

A 2: censurou uma série e uma entrevista.


Quem é o censor* da 2:?
"Peço aqui desculpa aos nossos leitores, a quem tínhamos anunciado com entusiasmo a estreia da série Queer as Folk na televisão portuguesa, seria na 2: com o título traduzido para Diferentes como nós. Infelizmente a RTP decidiu passar apenas parte do primeiro episódio, optando por cortar algumas cenas. Os protestos podem ser facilmente enviados a partir desta página." Boss

"O Programa Magazine Artes que é emitido na RTP 2 censurou o trabalho “Ecstasy” do artista Nuno Alexandre Ferreira. A entrevista realizada no dia 16 de Março por Celso Martins no Voyeur Project View supostamente iria ser emitida no dia 28 do corrente mês no programa Magazine Artes. Ora acontece que por razões desconhecidas a entrevista não foi emitida, não tendo sido dada nenhuma explicação pela RTP 2." Loucos
No entanto, a primeira série L Word parece que passou na íntegra.

*aquele que tem por ofício censurar as obras literárias ou artísticas;

Amanhã, dia 20, Concerto dos Pixies


Regras de indumentária no Parlamento da Madeira


No parlamento da Madeira, onde a boa educação e o respeito é algo que existe há anos, agora proibem pessoas de entrar vestidas com calças de ganga ou t-shirt ou ténis.
"A Assembleia Legislativa da Madeira, onde esta semana seis jornalistas foram impedidos de entrar por estarem vestidos de t-shirt, está a preparar um regulamento de indumentária para os profissionais da informação.

Uma fonte parlamentar disse à Agência Lusa que este regulamento vai substituir as regras avulsas que estão a ser transmitidas - por ordem do presidente da Assembleia Legislativa, Miguel Mendonça - aos jornalistas pelos funcionários da segurança do hemiciclo.

Não foram revelados mais pormenores sobre este novo regulamento.

Segundo as regras, não podem entrar na Assembleia Legislativa jornalistas com calças de ganga rotas (na moda há vários anos), pólos, t-shirts ou que usem sapatilhas, alegando Miguel Mendonça com o prestígio da instituição parlamentar.

Estas directivas têm sido seguidas pelos funcionários do parlamento madeirense, ao ponto de seis jornalistas - do Diário de Noticias da Madeira, RTP, RDP e TSF - terem sido impedidos de entrar no hemiciclo.

A Direcção Regional da Madeira do SJ «vê estas atitudes de humilhação para com os profissionais da comunicação social como uma forma de desviar as atenções de vários atropelos e violações que se verificam na Assembleia Legislativa: violações ao Regimento, linguagem ofensiva e até ameaças físicas entre deputados».

A compaixão pela homossexualidade


«No fundo as pessoas que sofrem de desvios ao nível da sua identidade sofrem até certo ponto uma inadequação dentro da sua própria realidade e isto resulta na crise da homossexualidade que chega a desenvolver comportamentos muito exagerados em que o indivíduo demonstra atitudes de profunda insatisfação, como a promiscuidade, por exemplo. Isto assenta como uma luva aos homossexuais que basicamente se perdem na sua crise de identidade e têm um corpo que lhes diz uma coisa e uma realidade interior que diz outra.» - as bichas.

«Eu não condeno a homossexualidade, nem sequer faria sentido condenar uma coisa que diz respeito à vida de pessoas que enfrentam outras dificuldades, seria o mesmo que condenar os deficientes motores por terem dificuldades a deslocarem-se sem uma forma qualquer de auxílio. Sinceramente estou mais próximo da indiferença relativa aos problemas dos homossexuais do que estou de qualquer tipo de repúdio do seu comportamento íntimo (que apenas ao próprio indivíduo diz respeito).» - a compaixão.

«Naturalmente se um casal homossexual não tem meios para conceber um filho, temos que considerar que talvez não seja no melhor interesse da criança ter como principais referências exemplares na sua infância duas pessoas que são do mesmo sexo, contudo, eu não vou dizer que será uma solução pior do que é para algumas crianças estarem entregues a lares de adopção onde muitas vezes não recebem um tratamento digno e uma educação tão benéfica para os seus interesses como eu acredito que alguns casais de homossexuais poderiam providenciar.» - o mal menor.

Se me perguntarem o que penso da homossexualidade vou responder com sinceridade dizendo que estou certo que é uma anormalidade relativa, um desvio, um efeito de uma perturbação que a pessoa sofreu no seu desenvolvimento pessoal e que afectou a sua própria realidade interior e a sua identificação, no entanto sei que muitas pessoas sofrem de traumas e desvios piores que, podendo não ser tão evidentes, têm consequências mais graves na medida em que criam no próprio jogador dificuldades que estão na origem de conflitos interiores bem mais nefastos.» - a anormalidade.

«Sei que a homossexualidade não é daquelas dificuldades que se ultrapassam nem fácil nem dificilmente, acredito que na absoluta maioria dos casos o homossexual não deixa de ser homossexual através de terapia dado que é uma identidade assumida e não pode ser tratada como uma doença pois é uma condição. Penso que pode causar mais dor ao homossexual tentar encaixar-se naquilo que a sociedade espera dele do que aceitar e viver sujeito a essa sua condição.» - a compaixão.
escrito por Diogo Vaz Pinto.

terça-feira, 18 de julho de 2006

Atracção Nihilista

Crítica ao filme “Regras da Atracção”

O drama de contornos nihilistas revela-se no filme “Regras da Atracção”. Realizado por Roger Avary, escrito por Bret Easton Ellis, “Regras da Atracção” indica ao espectador três fundamentos do nihilismo: nenhuma finalidade existe, apenas existe o nada; a realidade experimentada não existe tal e qual como a vemos; é inútil portanto compreender a realidade experimentada.

As palavras desencadeiam acções e não servem para compreender as acções. “Regras da Atracção” é portanto um constante jogo de sedução ao espectador, onde o desenrolar de acções em cadeia são motivadas por atracções. E o que mais faz agir o homem sem ser as suas atracções?

Sean, Paul e Lauren são jovens universitários que formam um triângulo amoroso deste filme, tal como Nietzsche, Wagner e Cósima. Paul apaixonado por Sean, por sua vez apaixonado por Lauren, que por sua vez está apaixonada por Sean. Formam um labirinto irresolúvel que termina com uma frase: "ninguém conhece ninguém".

As personagens pouco falam, muito pensam neste filme. Acções narradas pelos mesmos, e os seus diálogos apenas antecedem e desencadeiam acções; só através da narrativa do seu pensamento tentam comprendê-las.

“Regras da Atracção” é o filme que não explora a decadência nihilista, mas explora jogos da atracção conseguindo de forma sublime explorar o nihilismo. A questão é não questionar aquilo que para nós é evidente e terá de ser explorado.

Lauren tenta fugir da realidade através de imagens de doenças venéreas, e de ilusões do príncipe encantado. Acaba por ser Lauren a cair na decadência, quando a sua atracção pelo sonho é desfeita. Adopta uma atitude nihilista perante o amor, por ventura, deixa mesmo de acreditar no sonho.

Choro, tragédia musical, acções “non-sense”, "festa para ser comido", "festa do fim do mundo", levam-nos a seguir um enredo hipercaótico que começa onde termina, e termina onde começa: no atraente nada.

Fatalista; debochado; nihilista; erecto; furioso; sexual; maníaco; sexual; congelado; educativo; homossexual; bêbado; mundano; hipócrita; trágico; violento; amoral; assustador; obsceno; descontente; satírico; mágico; cínico; ao contrário - é assim definido o filme num "teaser" apresentado. O triângulo amoroso gera todos estes significados. Lauren e Sean vêem-se pela primeira vez a meio do filme, onde os dois por acaso se encontram num corredor vazio. Trata-se de uma cena bastante bem filmada. Ambos são seguidos por uma câmara, ambos falam de frente para a mesma. No fim, existe uma união entre as duas câmaras, e é esta técnica que evidencia a forte ligação que existe entre Lauren e Sean. “Regras da Atracção” não aposta na dramatização do enredo através das personagens. Transforma assim simples sentimentos em simples actuações. Através da técnica consegue-se dar significados como na experiência real eles surgem: através do acaso.

O campus de uma faculdade de artes nos Estados Unidos da América é um cenário brilhante para demonstrar a importância do acaso nas relações das pessoas. Os estudantes conectam-se e desconectam-se, sofrem neste processo onde determinam o seu futuro. Nestas relações constroem-se e desconstroem os outros.

“Regras da Atracção” promove a liberdade como máxima. As personagens guiam-se pelo que sentem e não pelo que pensam. Agem segundo atracções e é esse o ponto fulcral que pode seduzir o espectador.

Na exibição deste filme numa sala com cerca de vinte espectadores, dispostos livremente e sem regras como o silêncio, todos negociavam com o filme. Comentavam, perguntavam, riam-se, entediavam-se, mas sobretudo tentavam entender o que era simples, acções geradas por atracções (ligações), motivadas por uma liberdade nihilista ausente dos seus comportamentos sociais, jamais pensada pelos mesmos.

"Trata-se de um filme" – comentam. Como se nada tão simples e livre lhes fosse acontecer devido às normas sociais que os regulam e lhes dão uma falsa protecção, e em muitos em angústia.

“Regras da Atracção” aniquila portanto qualquer norma social. Chega a utilizar a violência como forma de entendimento, violência outrora defendida pelo nihilismo. Um filme pouco psíquico e muito técnico, por conseguinte, libertador também, no sentido em que demonstra que um bom filme pode não ser aquele que nos faz chorar ou emocionar, mas um bom filme pode ser o que nos dá pistas para uma interpretação por vezes difícil, talvez rebuscada que vamos buscar ao nosso self. Não nos apela à sociologia, ou psicologia, convida-nos a uma interpretação humana, nihilista: “Regras da Atracção” explica nada; narra uma história complexa onde realidades se unem e no fim se desunem; tudo acaba onde tudo começa; para quem vê o filme pela segunda vez trata-se então de um "eterno retorno" ao início do fim de mais um filme que o atraiu.

domingo, 16 de julho de 2006

Campanha da Amnistia Internacional contra o preconceito a imigrantes

Protesto em Lisboa "Capital do Capital"

"Nos dias 16, 17 e 18 de Setembro 300 dirigentes e altos-quadros das empresas mais ricas do mundo reunir-se-ão em Lisboa. A capital portuguesa foi nomeada cidade anfitriã da quinta conferência europeia anual da Corenet Global – uma das principais associações profissionais de imobiliário empresarial - que se irá realizar nestes dias no Hotel Le Meridien Park. O evento, organizado pela Câmara Municipal de Lisboa e pela consultora imobiliária Cushman & Wakefield, visa promover a instalação das sedes europeias dessas empresas na cidade e assim garantir que a imagem da capital sobressaia no mapa financeiro mundial. Há muito que Lisboa se prepara para um espectáculo desta magnitude." Indymedia Portugal
"Festeja, participa, organiza, aparece" - é este o slogan que convida todos os lisboetas a participarem num protesto contra esta reunião de 300 dirigentes de altos-quadros da empresas mais ricas do mundo que se reunem em Lisboa nos dias 16, 17 e 18 de Setembro. "Não são bem-vindos", é o título do Indymedia. O site recentemente aberto Capital do Capital fez o convite para a primeira reunião sobre o protesto que aconteceu hoje. Aguardam-se novidades em breve.

sábado, 15 de julho de 2006

Padrão dos Descobrimentos bate recorde de visitantes

O Padrão dos Descobrimentos recebeu mais de 65 mil pessoas no primeiro semestre deste ano. Este monumento lisboeta registou um aumento de cerca de 43% face a igual período de 2004, em que o número de entradas foi de 45.899.

Do total de visitantes, 76,6% (50.281) são estrangeiros e 23,4% nacionais (15.368), registando-se um crescimento significativo nesta última categoria relativamente ao primeiro semestre de 2004 (apenas 17% nacionais).

O Castelo de São Jorge apresentou, também, um balanço extremamente positivo na primeira metade do ano: mais de 440 mil visitantes – cerca de 2.500 visitas/dia – que correspondem a um aumento de 11,2% em relação a 2005. O mês de Abril teve o maior número de visitantes, cerca de 116 mil, com um crescimento de 43% relativamente a igual período do ano passado.
press release

Produção mundial de carne continua a aumentar

A imagem “http://www.vegetarismus.ch/info/bilder_oeko/Kuheuter_rgb.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

1950: 44 milhões de toneladas
1990: 170 milhões de toneladas
1994: 194 milhões de toneladas
1997: 210 milhões de toneladas
1999: 217 milhões de toneladas
2002: 242 milhões de toneladas
2003: 253 milhões de toneladas
2004: 258 milhões de toneladas

quinta-feira, 13 de julho de 2006

Circuncisão previne Sida em 65%

http://www.besttreatments.co.uk/btuk/images/circumcision.jpg

«A equipa do médico Bertran Auvert, do Instituto Nacional Francês para Investigação, e especialistas da OMS descobriram no ano passado, que os homens [heterossexuais] submetidos a circuncisão na África do Sul tinham 65 por cento menos possibilidades de apanhar Sida.
(...)

Os cientistas alertam no entanto que a questão da circuncisão deve ser abordada com cautela. Os homens circuncidados também podem apanhar a infecção, ainda que o risco seja muito mais baixo.»

Na SIC

sexta-feira, 7 de julho de 2006

EU, TU E TODOS OS QUE CONHECEMOS


Um filme supreendente, que nos faz dar risadas inocentes...

Estreou esta semana.

quarta-feira, 5 de julho de 2006

O Luís de Camões


Um cheiro a mundial...

domingo, 2 de julho de 2006

A VIDA SECRETA DAS PALAVRAS


Será que o cinema ainda nos consegue surpreender? O filme A VIDA SECRETA DAS PALAVRAS surpreende-nos. A história é simples e a representação dos actores brilhante. Os diálogos bem encadeados e os momentos de silêncio bastante bem geridos. Uma soundtrack apropriada e zás... Resulta um filme fenomenal que se pode ver no Monumental.

Uma jovem trabalhava numa fábrica há quatro anos. Nunca se atrasou, nunca faltou, e nunca tirou férias. Não falava com os seus colegas, era anti-social. O gerente da fábrica obrigou a trabalhadora a tirar um mês de férias. Esse mês marcou toda a sua vida... Salvou-se.


Fica o link para o IRCT, Conselho Internacional de Reabilitação de Vítimas de Tortura, que descreve a importância deste filme para a sociedade.

sábado, 1 de julho de 2006

Resultados